Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Assassinato covarde”, diz Barroso sobre morte de juiz em Pernambuco

    Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos, foi assassinado na noite de quinta-feira em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife

    Barroso emitiu nota pedindo investigações céleres do assassinato
    Barroso emitiu nota pedindo investigações céleres do assassinato Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images

    Da CNN

    São Paulo

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, chamou de “covarde” o assassinato do juiz Paulo Torres Pereira da Silva.

    Silva, de 69 anos, foi mortos na noite da quinta-feira (19) em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife (PE).

    “Tomei conhecimento do assassinato covarde do juiz Paulo Torres Pereira da Silva, que atua na primeira instância em Recife (PE). Conversei com o presidente do Tribunal de Justiça do estado, que está em contato com as autoridades locais para apuração célere do episódio e a devida punição dos envolvidos”, escreveu o magistrado.

    O juiz, conhecido como Paulão, atuava na profissão havia 34 anos e já havia havia exercido também a função de desembargador substituto.

    Barroso, que também exerce a presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), também disse que está em contato com autoridades e que espera resolução rápida do caso e punição dos culpados.

    A assessoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE) disse à CNN que vai acompanhar as investigações de perto, esperando que os culpados sejam encontrados e responsabilizados.

    *Publicado por Pedro Jordão, da CNN em São Paulo