Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Belo Horizonte contará com mais um hospital 100% SUS

    Depois de 13 anos de tratativas, o Hospital da Baleia dará início aos atendimentos 100% SUS a partir de junho

    Belo Horizonte contará com mais um hospital 100% SUS
    Belo Horizonte contará com mais um hospital 100% SUS Comunicação Hospital da Baleia

    Daniela Mallmannda CNN Belo Horizonte

    O contrato que torna o Hospital da Baleia 100% SUS foi assinado nesta segunda-feira (26) pela Prefeitura de Belo Horizonte durante evento realizado na instituição que contou com as presenças do secretário municipal de Saúde, Danilo Borges Matias; do secretário de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães; e do secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti.

    Com a assinatura, o hospital, que já tinha uma parcela dos atendimentos destinada aos usuários do sistema público de saúde, vai ampliar a capacidade e o acesso da população com dedicação plena.

    Agora, todos os serviços médicos, como exames, cirurgias e leitos da instituição passarão a atender à rede SUS com exclusividade.

    “Foram 13 anos em tratativas para chegar a esse momento e quem ganha com essa transição é a população. Essa mudança ampliará a nossa assistência e, como parte dos incrementos, teremos mais leitos para internações hospitalares, saindo de 132 para 202 leitos. Também serão ofertados mais procedimentos e exames, como por exemplo, 300 ultrassons e 1.000 radiografias a mais para a regulação ambulatorial do município”, declarou o secretário municipal de saúde, Danilo Borges Matias.

    Até hoje, o Baleia atuava com 10% dos leitos reservados para o serviço privado, voltado para atendimento dos planos de saúde, Clínica Mais Baleia (serviço de cirurgias com preços diferenciados) e atendimento particular. Com a mudança, a partir de 1º de junho, todos os leitos e serviços terão exclusividade para o setor de regulação da Secretaria Municipal de Saúde.

    A mudança significa ainda um movimento de profissionalização da direção do Hospital, realizado sob consultoria da Fundação Dom Cabral. Até então, os membros da diretoria eram voluntários, passando a direção para executivos do mercado com dedicação integral.

    Até hoje, o Baleia tinha apenas um serviço exclusivo para atendimento SUS, o Centro de Reabilitação e Tratamento de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais – Centrare. Agora, todas as 33 especialidades serão agendadas de acordo com a demanda recebida via regulação da Secretaria Municipal de Saúde.

    Com esta medida, continuará sendo remunerado pela tabela SUS para cada serviço realizado, porém com incentivos para cumprimento de metas alinhadas em acordo com a SMAS, o que pode auxiliar nas contas hoje deficitárias. Como de conhecimento da sociedade, o Baleia acumulou dívidas ao longo dos anos, cumprindo com serviços pagos abaixo do valor custo.

    O Baleia segue sendo uma instituição filantrópica, porém atendendo a um único cliente, o SUS. Ou seja, não se torna um hospital de administração pública, apenas de dedicação exclusiva ao Sistema Único de Saúde.