RJ: Bosque da Memória irá homenagear vítimas da Covid e profissionais da saúde

Com apoio da ONU, serão plantadas 30 árvores na Zona Oeste da cidade, identificadas com nomes de vítimas

Bosque da Memória irá homenagear vítimas da Covid-19 e profissionais da saúde
Bosque da Memória irá homenagear vítimas da Covid-19 e profissionais da saúde Foto: Divulgação/Rodolfo Ribeiro

Mylena Guedes, da CNN, no Rio de Janeiro*

Ouvir notícia

As mais de 25 mil vítimas da Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro e os mais de 45 mil profissionais que atuam no combate ao vírus serão homenageados por meio do projeto Bosque da Memória. A iniciativa da prefeitura, apoiada pela ONU, conta com o plantio simbólico de 30 árvores em uma área de 600m² no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do município. 

Cada uma das mudas será identificada com o nome de uma pessoa que morreu em decorrência da doença. Os familiares e amigos das vítimas doaram as mudas e vão plantar árvores como ipê amarelo, pau-brasil e pitanga. 

Todas as espécies respeitam a vegetação nativa de restinga, bioma local da Alameda Sandra Alvim, onde estará localizado o Bosque da Memória. 

Para evitar aglomeração, o plantio será dividido em dois dias, 12 e 13 de junho, das 10h às 11h30.  Enquanto as árvores estiverem sendo plantadas, serão realizadas cerimônias ecumênicas com a presença do projeto sinfônico A Quarta Corda, formado por adolescentes de diferentes comunidades cariocas. 

A Fundação Parques e Jardins (FPJ), órgão ligado a Secretaria de Meio Ambiente, irá preparar os berços das novas mudas, fornecer os equipamentos e terra adubada. As famílias interessadas em participar da iniciativa devem se inscrever até o dia 30 de maio. 

*Sob supervisão de Helena Vieira

Mais Recentes da CNN