Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasil ultrapassa 740 mil casos de dengue em 2024; mortes chegam a 151

    Seis estados e o DF já decretaram situação de emergência por conta da doença. O Rio de Janeiro recebeu as primeiras doses da vacina Qdenga nesta quinta-feira (22)

    Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue
    Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

    Luan Leãoda CNN*

    O Brasil registrou 151 mortes por dengue em 2024, segundo dado divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (22). Até agora, o país soma 740.942 casos prováveis da doença, com incidência de 364,9 casos por 100 mil habitantes.

    Outras 501 mortes estão sob investigação para saber se existe relação com a doença.

    De acordo com o Painel de Monitoramento das Arboviroses, Minas Gerais é o estado com o maior número de casos prováveis, tendo 258.194 diagnósticos. Em segundo está São Paulo, com 124.597 casos, depois o Distrito Federal, com 83.284, Paraná, com 75.499 casos e o Rio de Janeiro, com 55.187 diagnósticos prováveis. Os estados de Goiás (45.682), Espírito Santo (24.785) e Santa Catarina (16.662) também apresentam números expressivos de casos.

    Ainda com base nas informações do Ministério, seis estados estão em situação de alerta por apresentarem mais de 500 casos por 100 mil habitantes. O Distrito Federal lidera no coeficiente de incidência com 2.956,4 casos por 100 mil habitantes. Na sequência estão Minas Gerais (1.257,1), Acre – que tem 6.350 casos prováveis – (765,0), Paraná (659,8), Goiás (647,5) e Espírito Santo (646,5).

    Outros estados com números altos na análise por 100 mil habitantes são o Rio de Janeiro (343,8), São Paulo (280,5) e Santa Catarina (219,0).

    As mulheres, com 55,1% dos casos prováveis, são maioria nos diagnósticos. Os adultos entre 30 e 39 anos, de ambos os gêneros, são a faixa etária mais infectada pela doença sendo 65.305 casos entre homens e 79.083 casos entre as mulheres.

    Ao menos seis estados e o Distrito Federal já decretaram situação de emergência por conta da doença, são eles: Acre, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina, que publicou decreto nesta quinta-feira (22).

    O governo estadual do Rio de Janeiro informou, também nesta quinta-feira (22), ter recebido o primeiro lote de vacinas contra a dengue, enviado pelo Ministério da Saúde. De acordo com o governo, 231.928 doses chegaram à Central Geral de Armazenamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES.RJ), em Niterói.

    A previsão é de que a secretaria faça a distribuição das doses a partir de sexta-feira (23). Segundo o governo, 141.710 doses do imunizante serão enviadas para a cidade do Rio de Janeiro.

    Os municípios de Nilópolis (3.080), Duque de Caxias (21.113), Nova Iguaçu (20.320), São João de Meriti (10.806), Itaguaí (3.365), Magé (6.218), Belford Roxo (12.709), Mesquita (4.179), Seropédica (2.159), Japeri (2.517) e Queimados (3.740) também receberam doses da vacina Qdenga. “Já temos uma logística de distribuição de vacinas rápida e eficaz para os municípios. Implementamos esse serviço durante a Covid e esse ficou como um dos nossos maiores legados”, disse a secretária estadual de Saúde, Claudia Mello.

    Tópicos

    Tópicos