Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasileiras que estavam presas na Alemanha alertam para golpes em nome delas

    Segundo a família de uma delas, criminosos estão veiculando mensagens falsas dizendo que elas precisam de dinheiro para retornar ao Brasil

    “Livres e brindando”: Brasileiras vítimas de golpe das malas trocadas comemoram soltura na Alemanha
    “Livres e brindando”: Brasileiras vítimas de golpe das malas trocadas comemoram soltura na Alemanha Reprodução

    Marco Antonio Mendesda CNN

    Em São Paulo

    A família das brasileiras que foram presas na Alemanha depois de terem as malas trocadas vem alertando para um novo golpe em nome delas.

    Criminosos estão se aproveitando do caso, que teve grande repercussão e comoção, para pedir uma suposta ajuda para que Kátyna Baía e Jeanne Paollini voltem ao Brasil.

    A irmã de Kátyna, Lorena Baía, postou nas redes sociais: “Não estamos pedindo Pix para ajudar no retorno de Kátyna e Jeanne para o Brasil. Fiquei atentos”, alertou.

    As brasileiras foram soltas na terça-feira (11), mas ainda estão na Alemanha. A previsão é de que o retorno seja neste fim de semana.

    A justiça alemã liberou Kátyna e Jeanne após receber as provas da Polícia Federal de que elas são inocentes. As investigações apontaram que as etiquetas das malas foram trocadas ainda no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

    Ao invés das próprias bagagens, a polícia alemã apreendeu duas malas com 40kg de cocaína que estavam em nome das duas. Seis pessoas suspeitas de estarem envolvidas no crime foram presas.

    Segundo a família, as malas verdadeiras e os celulares ainda estão sendo procurados.