Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bruno e Dom: acusados das mortes devem ser ouvidos na segunda-feira (8)

    Acusados devem começar a prestar depoimento após 3 semanas de adiamento

    Carol QueirozGiovanna Bronzeda CNN

    Manaus e São Paulo

    A Justiça Federal no Amazonas retomará na segunda-feira (8) as audiências de instrução de julgamento sobre as mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. A expectativa é que os acusados prestem depoimento a partir desta data.

    Na última sessão, que aconteceu em 17 de abril, a defesa dos réus pediu o adiamento das oitivas alegando precisar ouvir os acusados de forma particular, já que o encontro com os advogados por videoconferência nos presídios é gravado.

    Originalmente as audiências estavam programadas para janeiro deste ano, mas por conta de problemas de internet nos presídios, tiveram de ser remarcadas diversas vezes.

    Bruno e Dom desapareceram em junho de 2022, durante uma expedição na região do Vale do Javari, segunda maior terra indígena do país e local marcado por conflitos de garimpo, pesca ilegal e tráfico de drogas. Os restos mortais dos dois foram encontrados 10 dias depois.

    De acordo com o Ministério Público Federal, foram indiciados no caso Amarildo da Costa de Oliveira e Jefferson da Silva Lima, que confessaram o crime, além de Oseney da Costa de Oliveira, que teve a participação confirmada em depoimentos de testemunhas.

    Justamente os três que agora passam pelas audiências, que irão definir se eles vão a júri popular.

    A Polícia Federal aponta Rubem Dário da Silva Villar, conhecido como Colômbia, como mandante dos assassinatos. Colômbia está preso desde dezembro de 2022.