Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Carro atravessa parede de prédio e desaba na rua em Santa Catarina; veja vídeo

    Segundo relato do motorista, ele “apagou” e só retomou a consciência após a colisão; uma mulher atingida pela construção que desabou junto ao veículo ficou gravemente ferida

    Da CNN

    Um carro atravessou a parede de um prédio, em Balneário Camboriú, Santa Catarina, e caiu no meio da rua, atingindo quatro pessoas, na segunda-feira (16).

    A imagem capturada por câmeras de monitoramento, que mostra o carro desabando na rua, onde estão três mulheres com um carrinho de bebê, viralizou nas redes sociais. Parte da construção também veio abaixo quando o veículo caiu, atingindo uma mulher que ficou gravemente ferida e está em estado de saúdo considerado grave.

    No vídeo, é possível ver o motorista abrindo a porta do carro e saindo do veículo.

    Quando os agentes de trânsito chegaram, o condutor já não estava mais no local. Órgãos competentes, como SAMU, Polícia Militar, Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros foram acionados para atender os feridos.

    Pelo que foi relatado, o motorista, de 69 anos, não é proprietário do veículo, e estava apenas manobrando o carro, com placas do Paraguai, no momento do acidente.

    A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar os motivos do acidente. O motorista foi ouvido e passou pelo teste do bafômetro, que deu negativo. Não foi possível constatar a omissão de socorro ou a fuga do local do acidente, considerando que o condutor também sofreu um forte impacto com a queda, é idoso, e precisou de atendimento médico.

    Segundo relato do motorista, ele “apagou” e só retomou a consciência após a colisão. Ele não foi autuado pelo delito de lesão corporal ainda, pois uma das vítimas já ouvidas não quis fazer representação criminal. A mulher gravemente ferida será ouvido posteriormente, e poderá escolher por representar criminalmente.

    *Publicado por Fernanda Pinotti, com informações de Carolina Figueiredo e Catarina Nestlehner, da CNN, em São Paulo