Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Casal de influenciadores vai preso por promoverem o ‘Jogo do Tigrinho’ nas redes sociais

    Investigados são do interior de Minas Gerais e foram presos durante fuga no Espírito Santo

    Viaturas da Polícia Civil do Espírito Santo
    Viaturas da Polícia Civil do Espírito Santo Divulgação/Polícia Civil Espírito Santo

    Letícia Cassianoda CNN*

    São Paulo

    Um casal de influenciadores digitais do interior de Minas Gerais foi preso na última quarta-feira (16) em uma investigação contra jogos de azar. O flagrante de uma mulher de 21 anos e um homem de 22 aconteceu em um condomínio de luxo em Serra, município do Espírito Santo. Segundo a Polícia Civil mineira, os dois haviam fugido para Maceió antes da cidade capixaba.

    A investigação começou na 4ª Delegacia de Polícia Civil em Juiz de Fora, cidade natal de um dos presos, após uma movimentação suspeita de R$ 20 milhões nas contas dos investigados. A grande quantia teria vindo de ganhos com a divulgação do Jogo do Tigrinho.

    Segundo o delegado à frente do caso, Márcio Rocha, o estilo de vida luxuoso do casal chamou a atenção das autoridades. Entre os gastos, destaca-se uma viagem a Dubai, onde os suspeitos compraram um telefone de ouro. A ação envolveu a busca e apreensão de objetos, avaliados em cerca de R$ 30 milhões, além de três veículos de luxo, com valor estimado em mais de R$ 1 milhão.

    A dupla foi autuada pelos crimes de promoção de jogos de azar e crime contra a economia popular e encaminhada à Delegacia de Polícia em Guarapari.

    A operação, apelidada de Tyche, durou seis meses, e contou com o apoio da Força-tarefa de Combate ao Crime Organizado e da Polícia Rodoviária Federal. O nome da ação faz referência à deusa grega da fortuna, aludindo ao nome original do famoso jogo ‘Fortune Tiger’.