Chuva em Porto Alegre causa desabamento e pontos de alagamento pela cidade

Nas últimas 24 horas, choveu 56 milímetros em Porto Alegre, de acordo com a Defesa Civil; há riscos de mais temporais entre esta quarta e quinta-feira

Casas atingidas por fortes chuvas em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, desabaram
Casas atingidas por fortes chuvas em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, desabaram Defesa Civil / Rio Grande do Sul

Fabrício JuliãoFlávia Martinsda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A forte chuva que ocorreu na madrugada desta quarta-feira (8) em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, ocasionou o desabamento de duas casas e deixou alguns pontos de alagamento pela cidade.

Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, uma casa teria desabado com o impacto da chuva e atingido a residência vizinha.

Duas viaturas dos Bombeiros e uma equipe da Defesa Civil foram acionadas até o local por volta das 2h30. Lá, eles socorreram uma criança, soterrada com o desabamento, mas que foi levada ao hospital em estado estável.

Oito adultos e cinco crianças, moradores das casas afetadas, tiveram de sair de suas residências e se abrigar com os vizinhos. Eles receberam cobertores e colchões das equipes que estavam no local.

A Defesa Civil informou que voltou à região por volta das 9 horas nesta quarta para isolar o local. A prefeitura de Porto Alegre vai fazer o atendimento das famílias, informou o órgão.

As equipes de fiscalização e manutenção elétrica da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) foi reforçada desde o início das ocorrências, na madrugada, e deslocada para os pontos críticos e com mais risco de acidentes. Nas últimas 24 horas, choveu 56 milímetros em Porto Alegre, de acordo com a Defesa Civil.

A EPTC registrou, até às 7h desta quarta-feira (8), um ponto de alagamento com bloqueio total de via e cinco pontos de atenção com acúmulo de água sem bloqueio.

A frente fria que atingiu o Rio Grande do Sul avança para os estados de Santa Catarina e Paraná.

Segundo previsão do MetSul, à medida que um ciclone extratropical começa a se formar pelo Rio da Prata, o ar mais frio deve alcançar os estados do Paraná e Santa Catarina entre hoje e amanhã, com fortes chuvas e risco de temporais.

Mais Recentes da CNN