Chuvas na região Nordeste afetam quatro estados e deixam um morto

Pelo menos uma pessoa morreu em Pernambuco

Chuvas intensas castigaram a Bahia em 2021
Chuvas intensas castigaram a Bahia em 2021 Foto: MAURO AKIIN NASSOR/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Giulia Alecrimda CNN

Ouvir notícia

As fortes chuvas que atingem alguns estados do Nordeste desde segunda-feira (23) deixaram pelo menos um morto Pernambuco — até a tarde desta quarta-feira (25).

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) tem alertado, desde a última segunda-feira (23) para a incidência de fortes chuvas em estados da região nordeste do Brasil, como o Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Pernambuco.

A partir de desta quarta-feira, a Bahia e o Sergipe também devem enfrentar aumento nas precipitações, que devem durar até sábado (28).

Em Pernambuco, foi registrado um óbito, na Rua Córrego do Abacate, em Olinda. No mesmo local, bem como no Córrego do Abacaxi, pelo menos outras quatro pessoas ficaram feridas. Já no córrego do Desastre, duas pessoas estão desalojadas.

Em Recife, a Prefeitura suspendeu, nesta quarta-feira, parte dos atendimentos de serviços públicos, como aulas municipais em escolas e creches. Em 24 horas, foram registradas mais de 194 mm de precipitação. O Prefeito João Campos informou que essa é a terceira maior chuva observada na capital pernambucana, sendo as últimas das cheias de 11 de agosto de 1970 (335mm) e de 24 de maio de 1986 (235mm).O estado de Alagoas registrou, até o momento, o salvamento de 46 pessoas, sendo quatro em decorrência de deslizamentos, na cidade de Penedo, e 41 no município de Rio Largo em decorrência de inundação. Em Maceió, as aulas municipais foram suspensas.

Segundo o chefe da Sala de Alerta, Henrique Mendonça, nas últimas 24 horas a média de chuvas foi entre 150 mm a 200 mm, principalmente nas regiões da Zona da Mata e Litorânea. Na região metropolitana da capital, há, pelo menos, 150 pessoas desabrigadas.

Inmet alerta para fortes chuvas em áreas da Paraíba, Pernambuco, Recife e Alagoas. / Reprodução / Inmet
No Rio Grande do Norte, a população também enfrentou uma madrugada de chuvas intensas, mas as precipitações devem ganhar ainda mais força nos próximos dias. O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou a ocorrência de chuvas acima de 100 milímetros nas regiões Oeste, Leste e Agreste.Apesar dos alagamentos em algumas áreas em Mossoró, Assu e Natal, não há informações de vítimas e desabrigados. Nenhum município solicitou ou declarou, por enquadro, situação de emergência em decorrência das chuvas.

Por último, na Paraíba, a capital João Pessoa acumulou 202,2 milímetros de chuva durante o final de semana, cerca de 70% da média histórica de chuvas do mês de maio. O Governo Estadual ainda finaliza um levantamento para verificar os municípios afetados e o número de feridos e desabrigados.

Mais Recentes da CNN