Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Clínica é interditada em shopping de luxo no Rio, após fiscalização identificar remédios vencidos

    De acordo com a investigação, apesar de não ter licença sanitária para realizar procedimentos estéticos invasivos e de alta complexidade, a clínica PrimeSculp oferecia os serviços livremente pelas redes sociais

    Clínica é interditada em shopping de luxo, no Rio, após fiscalização identificar remédios vencidos
    Clínica é interditada em shopping de luxo, no Rio, após fiscalização identificar remédios vencidos Polícia Civil

    Cleber Rodriguesda CNN

    Rio de Janeiro

    Uma clínica de estética foi interditada na manhã desta quarta-feira (27), em um shopping de luxo na zona oeste do Rio, após uma fiscalização da Polícia Civil, da Vigilância Sanitária e de Zoonoses identificar uma série de irregularidades, como medicamentos vencidos e de uso exclusivo para hospitais, como o Propofol, um potente anestésico que foi apontado como responsável pela morte do cantor Michael Jackson.

    De acordo com a investigação, apesar de não ter licença sanitária para realizar procedimentos estéticos invasivos e de alta complexidade, a clínica PrimeSculp oferecia os serviços livremente pelas redes sociais.

    Durante a fiscalização, policiais da Decon e demais agentes encontraram uma sala de cirurgia improvisada e evidências de que no local eram realizadas cirurgias como lipoaspiração, mamoplastia e mastopexia (implantes de silicone), além de procedimentos de instalação de balão intragástrico, o que demandaria equipamentos específicos de UTI, além de contrato com ambulância e hospital de retaguarda.

    “O que de fato não havia e acabava por expor em risco a vida dos pacientes, além de contrariar as normas e autorizações vigentes para o local”, afirma a Polícia Civil.

    Após a interdição do local, a gerente da clínica de estética foi encaminhada para a Delegacia Especial de Crimes Contra o Consumidor, onde prestou depoimento e foi liberada.

    Segundo as investigações, os sócios da PrimeSculp são proprietários de outras clínicas na cidade do Rio de Janeiro e já são investigados por uma fraude milionária envolvendo reembolsos de operadoras de planos de saúde. De acordo com a polícia, eles não foram encontrados no local e vão responder por crimes contra as relações de consumo.

    A CNN solicitou uma nota para o Shopping VillageMall, onde funciona a clínica, e aguarda um posicionamento.

    Em nota, a PrimeSculp disse que “não realiza qualquer procedimento cirúrgico dentro da sua estrutura”. “Todo e qualquer procedimento cirúrgico realizado pelos médicos da PrimeSculp ocorre, exclusivamente, em renomados hospitais, com estrutura adequada e plena capacidade de oferecer aos seus pacientes todo o suporte necessário. A operação policial realizada nesta quarta-feira (27) atendeu a uma denúncia anônima, sem fundamento e sem nenhuma conexão com a realidade. A clínica é regularmente fiscalizada pela Anvisa e demais órgãos regionais competentes e atende a todas as exigências legais e sanitárias. Toda equipe médica da PrimeSculp possui autorizações para todos os procedimentos estéticos ofertados pela clínica. Apesar disso, a clínica mantém em suas instalações medicamentos e equipamentos de suporte necessários para agir em caso excepcionais, a fim de, numa situação de emergência, proteger a vida do paciente”.