Cor esverdeada em canal da Barra da Tijuca, no Rio, acende alerta ambiental

Canal da Joatinga, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, apresenta uma cor verde abacate neste fim de semana

Ouvir notícia

A água do Canal da Joatinga, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, apresenta uma cor verde abacate neste fim de semana. O canal deságua no Quebra-mar, no início da praia da Barra da Tijuca – que deve ser evitado pelos banhistas neste momento.

Segundo o ambientalista e biólogo Mário Moscatelli, essa coloração da água se deve a presença de cianobactérias, que se multiplicam pela falta de tratamento do esgoto despejado nas lagoas da região.

Segundo o biólogo, a cianobactéria pode ser altamente tóxica e causar doenças em seres marinhos e nas pessoas, como hepatite ou câncer de fígado. Moscatelli afirma essa poluição é fruto do esgoto sem tratamento e a situação deve piorar à medida que a temperatura fica mais quente. “E dentro do cenário de degradação ambiental e comprometimento da saúde pública”, ressalta.

Leia mais:
Com pandemia, poluição no rio Tietê reduz 8% em 2020, diz SOS Mata Atlântica
Estudo diz que há 14 milhões de toneladas de microplásticos no fundo do mar

Alt*
Coloração esverdeada é alerta ambiental
Foto: Fotos: Mário Moscatelli

De acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, a coloração esverdeada da água do Canal da Joatinga é ocasionada pela proliferação de algas, que crescem em função do aporte de matéria orgânica nas lagoas da Barra da Tijuca e de Jacarepaguá, principalmente em função do lançamento de esgoto nesses ecossistemas lagunares.

Cabe ressaltar que ações de saneamento básico são atribuições dos municípios e das concessionárias de água e esgoto.

Mais Recentes da CNN