CPI apreende celular de vendedor, Rio antecipa calendário e mais de 1º de julho

5 Fatos Tarde repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Vendedor que denunciou propina é ouvido por senadores na CPI da Pandemia, Rio de Janeiro antecipa calendário de vacinação e declaração de Ricardo Barros à CNN estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quinta-feira, 1º de julho de 2021.

CPI da Pandemia

Com alteração no calendário previsto para esta semana, a CPI da Pandemia ouve o vendedor Luiz Paulo Dominguetti, que diz ter recebido pedido de propina de US$ 1 por dose de vacina da AstraZeneca em troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, Dominguetti, se apresenta como representante da empresa Davati Medical Supply. Durante a sessão, Dominguetti teve o celular retido após apresentar um áudio em que supostamente o deputado Luis Miranda estaria negociando aquisição de vacinas contra a Covid-19 diretamente com a empresa Davati. Logo após, aos jornalistas, Luis Miranda disse que o áudio seria para aquisição de luvas.

Davati se posiciona

A empresa Davati confirmou em nota que o empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira intermediou negociações de doses de vacina com o Ministério da Saúde. A empresa afirmou, no entanto, que ele se tratava de um “vendedor autônomo” e que não tinha vínculo empregatício.

‘Estou preparado’

Prestes a depor na CPI da Pandemia, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, afirmou à CNN que “está preparado” para explicar as denúncias de que participou de um “rolo” em contratos do Ministério da Saúde, expressão supostamente usada pelo presidente Jair Bolsonaro em conversa com deputado Luís Miranda, que denunciou irregularidades no contrato com a vacina Covaxin. Ao ser questionado se pretende apresentar mensagens ou áudios de conversas que teve sobre a compra de vacinas, Barros não entrou em detalhes. O ex-ministro da Saúde tem dito que não participou da indicação de funcionários da pasta apontados na denúncia.

Vacinação antecipada no RJ

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro vai antecipar, ao longo das duas próximas semanas, o calendário de vacinação da primeira dose contra a Covid-19. Serão vacinadas pessoas de 42 a 37 anos, seguindo o escalonamento etário. As datas foram definidas com base na previsão de chegada de novas doses.

Desabamento nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua esposa, Jill Biden, chegaram nesta quinta-feira em Miami, Flórida, para se reunir com a família das vítimas do desabamento de um prédio na cidade no último dia 24. Até o momento, a tragédia deixou 18 mortos e 145 desaparecidos.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN