Criminosos usam celulares roubados para acessar contas bancárias

Pix tem sido uma das formas de dificultar a recuperação do dinheiro das vítimas

Adriana de Luca, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Os assaltantes de celulares utilizam muitos meios para acessar as contas bancárias das vítimas e realizar transferências, inclusive o Pix. Por ser instantâneo, os bancos não conseguem estornar o valor imediatamente, o que pode causar prejuízos maiores.

“O TED e o DOC tinha um tempo até serem concretizados”, diz o CEO da plataforma de segurança digital AllowMe, Gustavo Monteiro. Com o Pix, diz Monteiro, o “fraudador já desloca o dinheiro para outra conta de forma instantânea”, dificultando assim o processo de recuperação.

O analista de segurança da Kaspersky Fabio Assolini explica que “em posse do aparelho o ladrão pode fazer o processo de recuperação de senha onde geralmente é enviado um link ou um código por SMS ou e-mail”.

“Portanto, deve-se proteger esses programas da mesma forma como os programas financeiros”, diz Assolini.

Homem usa celular
Ladrões têm acessado contas bancárias em celulares roubados
Foto: Porapak Apichodilok/Pexels

(Publicado por Nathallia Fonseca)

Mais Recentes da CNN