Cruz Vermelha distribuirá 60 toneladas de doações ao Acre 

População do Acre foi atingida por enchentes, pela Covid-19 e arboviroses, como dengue

População do Acre foi atingida por enchentes, pela Covid-19 e arboviroses, como dengue
População do Acre foi atingida por enchentes, pela Covid-19 e arboviroses, como dengue Foto: Pedro Devani

Por Mathias Brotero, do Acre, e Flávia Martins, de São Paulo 

Ouvir notícia

 

A Cruz Vermelha distribuirá 60 toneladas de donativos à população do acriana, que foi atingida por enchentes, pela Covid-19 e arboviroses, como dengue. São cerca de 17 mil itens, que incluem máscaras de proteção individual, kits de higiene pessoal, repelentes e alimentos. 

Uma equipe da Cruz Vermelha viajou de Brasília para o Acre, na manhã desta terça-feira (23). No total, serão 17 voluntários. Pouco antes do pouso, os integrantes da comitiva receberam uma salva de palmas da tripulação e dos passageiros. 

Segundo o presidente Nacional da Cruz Vermelha, Julio Cals, os donativos já estão prontos para serem enviados, “já estão separados no Rio de Janeiro, na nossa base nacional, esperando o Ministério da Defesa fazer a questão do transporte para cá”.

 

Em razão das cheias nos rios, o governador do Acre, Gladson Camelli decretou estado de calamidade pública em dez municípios do estado, incluindo a capital Rio Branco. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do estado nesta segunda, 22. Assim, o estado reconhece que necessita de ajuda do governo federal e de assistência humanitária para enfrentar a crise. 

Também nesta segunda, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que libera R$ 450 milhões para atender os estados em caso de calamidade. Quem vai gerir os recursos é a Defesa Civil que centraliza e organiza ações necessárias para atender os territórios que necessitam de algum tipo de auxílio. Segundo Bolsonaro, “uma parte” do valor deve ir para os municípios do Acre após os estragos causados pelas enchentes nos últimos dias.

O presidente Jair Bolsonaro deve visitar o Acre nesta quarta, 24, para sobrevoar as regiões mais atingidas, entre elas o município de Sena Madureira. 

Já são mais de 120 mil, cerca de 26.500 famílias, atingidas, de alguma forma, pelas enchentes. 
Segundo o governo, o cenário da Covid-19 também agrava a situação de calamidade no estado. A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 88,7% e a dos leitos clínicos já está em 80%. 

O Acre já soma 54.969 infectados e tem um total de 968 mortes, segundo dados do último boletim epidemiológico divulgado nesta segunda, 22. Todo o estado segue com a classificação geral de Bandeira Vermelha que decreta maiores restrições para evitar uma tendência de aumento do número de casos e internações.

Mais Recentes da CNN