Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Deboche” de passageiro sobre bomba faz PF esvaziar e isolar avião em Guarulhos

    Homem de 53 anos disse a funcionário que havia uma bomba em sua mala, segundo a Polícia Federal

    Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, foi palco de medo e confusão na segunda-feira (2)
    Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, foi palco de medo e confusão na segunda-feira (2) Wikimedia Commons

    Pepita Ortega, do Estadão Conteúdo

    Um homem de 53 anos provocou medo e confusão no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na segunda-feira (2), ao fazer um comentário sobre suposta presença de bomba em bagagem no voo com destino a Teresina.

    A brincadeira, classificada pela Polícia Federal como “deboche”, levou agentes a realizarem uma ação protocolar no caso de ameaça à segurança da aviação, em conjunto com a GruAirport, concessionária do local.

     

    A PF isolou a aeronave em área remota e desembarcou todos os passageiros. As bagagens passaram por nova inspeção com detectores de explosivos e raio-x. Nada ‘ilícito’ foi encontrado, informou a corporação.

    A Delegacia da PF em Guarulhos foi acionada pela administração do aeroporto após o suspeito dizer a um funcionário que orientava outro passageiro a despachar sua bagagem, questionando se nela havia algo de metal, que “naquela mala havia uma bomba”.

    Segundo a PF, o homem que fez menção ao explosivo foi repreendido pelo funcionário da companhia aérea, mas um casal que ouviu a conversa ficou em pânico. Os protocolos de segurança do maior e mais movimentado aeroporto do país foram acionados.

    Veja também: Mensagem errada interrompe operações no Aeroporto de Congonhas

    O homem chegou a São Paulo em voo procedente de Chapecó, e não teve seu nome divulgado. Na delegacia, ele negou ter usado a palavra “bomba”. Foi instaurado ‘em desfavor do acusado’ um Registro de Fato.

    A PF informou que, após ‘uma análise minuciosa dos fatos’, poderão ser adotadas medidas criminais e administrativas, ‘tendo em vista o risco causado à segurança dos passageiros (pânico generalizado) e à aviação, com atrasos em voos e possível paralisação das operações no aeroporto’.

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN