Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Delegada relata indícios de outros estupros cometidos por anestesista no dia da prisão

    Em depoimento, membros da equipe médica disseram que estranharam procedimento de sedação de grávidas

    Médico Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante por estuprar paciente grávida durante parto
    Médico Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante por estuprar paciente grávida durante parto Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

    Bruna Carvalhoda CNN

    no Rio de Janeiro

    A Polícia Civil espera ouvir ainda nesta terça-feira (12) o marido da mulher vítima de estupro durante uma cesárea no último domingo (10).

    Até o momento Policiais da Delegacia de Atendimento a Mulher de São João de Meriti já ouviram membros da equipe médica, funcionários do hospital e mulheres que acreditam que foram vítimas do anestesista Giovanni Quintella Bezerra.

    Segundo a delegada Bárbara Lomba, em depoimento membros da equipe médica falaram sobre a sedação. “Eles disseram que não é o procedimento geralmente adotado. Eles não ficavam olhando exatamente o que ele (Giovanni) estava fazendo porque estavam atentos à cirurgia.”

    A partir dos depoimentos, a polícia concluiu que Giovanni sempre agia no final dos procedimentos. “O crime foi no final. Foi na hora da sutura. Nós não tínhamos ideia de em que momento o crime acontecia. Agora sabemos que foi na finalização”, disse a delegada.

    A delegada espera ouvir também as outras duas pacientes que foram atendidas no mesmo dia da filmagem.

    “Temos indícios de que ele cometeu o mesmo crime com outras pacientes no mesmo dia. Mesma forma de agir”, disse ela.

    O anestesista, de 32 anos, foi preso depois que funcionários da unidade de saúde onde ele trabalhava filmaram com um celular escondido o momento em que ele passava o órgão genital no rosto de uma paciente desacordada durante uma cesariana. As imagens foram apresentadas a investigadores da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti, onde o caso foi registrado.