Depoimento de Weintraub, análise das mensagens de Zambelli e mais de 4 de junho

As informações mais importantes do começo desta quinta-feira (4)

Da CNN

Ouvir notícia

O depoimento do ministro da Educação, Abraham Weintraub – sobre suposto crime de racismo contra a China–, o segundo dia consecutivo de novo recorde de mortes por Covid-19 no Brasil e a apuração do procurador-geral da República, Augusto Aras, sobre a troca de mensagens entre a deputada federal Carla Zambelli (PSL) e o ex-ministro Sergio Moro são alguns dos destaques da manhã de quinta-feira, 4 de junho de 2020.

Covid-19

Pelo segundo dia consecutivo, o Brasil registrou um recorde de mortes pela Covid-19. Segundo o Ministério da Saúde, foram confirmadas 1.349 em 24 horas. O Brasil foi um dos países escolhidos para testar a vacina contra a doença, desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Pelo menos  2 mil pessoas vão participar dos testes no país.

Cloroquina

O Tribunal de Contas da União (TCU)  cobrou que o Ministério da Saúde apresente a fundamentação legal que orientou o novo protocolo que libera o uso da cloroquina para pacientes com sintomas leves da Covid-19 no Brasil. A decisão dá 10 dias para que a pasta apresente os argumentos que embasaram a mudança.

Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, deve prestar depoimento nesta quinta-feira (4) na sede da Polícia Federal em Brasília. Ele será ouvido no inquérito que apura se houve crime de racismo em um comentário contra a China feito no Twitter.

George Floyd

Os Estados Unidos tiveram mais um dia de protestos pela morte de George Floyd por um policial branco em Minnesota. Os outros três oficiais envolvidos no crime foram formalmente acusados pelo homicídio. O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama pediu que prefeitos americanos se comprometam com reformas policiais diante dos protestos após a morte de Floyd.

Augusto Aras

O procurador-geral da República, Augusto Aras, quer apurar a existência de irregularidades nas mensagens enviadas pela deputada federal Carla Zambelli (PSL) ao ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Aras pediu ao STF a abertura de uma apuração preliminar para verificar eventuais indícios de crimes, como advocacia administrativa e tráfico de influência.  

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Edição: Sinara Peixoto)

 

 

Mais Recentes da CNN