Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dois homens são presos em operação contra união entre milícia e tráfico no RJ

    Os suspeitos confirmaram que fazem parte da milícia comandada por Luis Antonio da Silva Braga, o Zinho

    Dois homens são presos durante operação da polícia contra a mílicia e o tráfico de drogas no RJ
    Dois homens são presos durante operação da polícia contra a mílicia e o tráfico de drogas no RJ Cedidas

    Rafaela CascardoCleber Rodriguesda CNN

    A Polícia Civil prendeu em flagrante, na tarde desta segunda-feira (8), dois homens apontados como integrantes da milícia de Luis Antonio da Silva Braga, o Zinho. As prisões ocorreram durante diligências da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e da 22a DP (Penha) para confirmar informações sobre a união da milícia de Zinho com traficantes do Comando Vermelho. Zinho tinha 12 mandados de prisão em aberto e estava foragido desde 2018. Após negociações, ele se apresentou na Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro, na véspera de Natal.

    Daniel dos Santos Campelo, conhecido como Di Pedra, de 18 anos, e Caio Souza da Silva, de 28 anos, foram presos na comunidade Cesar Maia, no bairro do Camorim, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

    Segundo a Polícia Civil, quando os agentes entraram na comunidade encontraram um veículo Fiat Mobi de cor branca clonado com suspeitas de adulteração. As pessoas que estavam próximas informaram aos policiais a casa onde estariam os responsáveis pelo veículo. No local foram encontradas roupas militares e capas de colete. Ao serem questionados, Daniel e Caio confessaram que fazem parte da milícia. Os policiais ainda apreenderam munições de fuzil, uma pistola e um carregador de fuzil.

    Os suspeitos foram levados para a sede da DRE, na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, na Zona Norte, e depois encaminhados para a Secretaria de Administração Penitenciária. Eles vão responder pelos crimes de receptação, associação criminosa e posse de arma de fogo e munição.

    A DRE pede para que denúncias sobre o tráfico de drogas e o crime organizado sejam feitas através do telefone (21) 98596-7485. O sigilo é garantido.