Empresas doam equipamentos a hospitais e apoiam a ciência durante pandemia

Iniciativas ajudam a enfrentar o colapso na saúde no país

Tiago Américo, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A pandemia da Covid-19 trouxe o desafio de aprender a lidar com situações extremas e ensinou que a solidariedade é caminho para enfretar as adversidades. Empresas tem ajudado no combate ao coronavírus doando equipamentos e fazendo a diferença, já que toda ajuda é bem-vinda para tratar pacientes em meio ao colapso do sistema de saúde.

Dez novos respiradores trouxeram alívio para médicos e enfermeiros da Santa Casa de Amparo, no interior de São Paulo. As doações foram feitas por uma das maiores empresas de higiene e limpeza do país. A Ypê também doou para hospitais públicos e filantrópicos de outros estados e regiões, somando R$ 37 milhões destinados ao combate da pandemia.

As empresas são umas das grandes forças que podem viabilizar essas ações, colaborando não só financeiramente mas também com conselhos ou capacidade de gestão para acelerar esse processo. “Temos feito aquilo que está ao nosso alcance”, explica Waldir Beira Júnior, presidente da Ypê. 

A Santa Casa de São Paulo, que atende em média 250 mil pessoas por ano, também recebeu ajuda do setor privado: foram 140 leitos adaptados para UTI que agora ajudam a desafogar a fila de espera no tratamento da Covid-19.

“A demanda está muito grande, a estrutura sobrecarregada, nossos colaboradores estão esgotados, mas seria impossível dar o atendimento que damos hoje sem apoio no início da pandemia”, diz a superintendente da Santa Casa, Maria Dulce Cardenuto.

Empresas doam equipamentos a hospitais e apoiam a ciência durante pandemia (05.a
Empresas doam equipamentos a hospitais e apoiam a ciência durante pandemia (05.abr.2021)
Foto: Reprodução/CNN

As doações, que ultrapassaram R$ 300 milhões, foram feitas graças a ajuda de um consórcio de grandes empresas. Para Leandro Reis, vice-presidente médico da rede D’Or São Luiz, uma das empresas que participaram da ação, essa é uma forma de ajudar no combate ao vírus e também deixar um legado no pós-pandemia.

“Muitas pessoas não estão conseguindo tratar suas doenças nesse momento por conta da pandemia. A necessidade em saúde pós-pandemia vai ser maior do que era, por isso estamos focando em criar leitos novos em instituições públicas com eficiência e capacidade técnica para ficar para o pós-pandemia como um legado”, disse Reis à CNN

As doações, tão necessárias em tempos difíceis, ajudaram não só a reforçar a estrutura de hospitais e instituições de saúde em plena pandemia.

A ciência também recebe um apoio importante neste momento. Cerca de 40 empresas doaram R$ 170 milhões para a construção da nova fábrica de vacinas do Instituto Butantan. O projeto inclui a produção integral do imunizante contra a Covid-19 no Brasil – inclusive a matéria-prima, que hoje é importada da China.

Toda e qualquer ajuda e colaboração, tenho certeza que será muito bem-vinda ao país que, nesse momento fragilizado, sofrido, tem precisado dessa solidariedade”, conta beira júnior.

 

Mais Recentes da CNN