Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Enchentes no RS: com chuvas, rios voltarão a níveis de inundação, diz especialista

    Segundo o gerente do Serviço Geológico do Brasil, Franco Buffon, as fortes chuvas deste sábado provocarão elevação dos níveis dos rios no estado

    Da CNN

    As fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul neste sábado (25) devem provocar a elevação dos níveis dos rios no estado, segundo alertou o gerente de Hidrologia do Serviço Geológico do Brasil, Franco Buffon, em entrevista à CNN Brasil.

    Expectativa de inundações

    O volume de chuva registrado, de cerca de 100 milímetros em 24 horas na região da Serra Gaúcha, é considerado expressivo e suficiente para fazer os rios voltarem a níveis acima dos “níveis de inundação”, conforme explicou Buffon.

    “Provavelmente nas próximas horas, ali na bacia do rio Taquari, em especial onde aconteceram os maiores volumes de chuva, o rio já está subindo, a gente já está observando a elevação dos rios lá naquela região e provavelmente, ao menos ali na região de Lajeado, onde foi onde choveu mais forte, nas próximas horas ao longo do dia de hoje, a gente retornará para níveis acima do nível de inundação”, afirmou.

    Impacto nas principais bacias

    As chuvas intensas atingiram principalmente a bacia do rio Taquari, com afluentes como os rios Carreiro e Guaporé recebendo grandes volumes de água. Isso fez com que o nível do rio Taquari começasse a subir em cidades como Muçum, Encantado, Roca Sales e Lajeado.

    Buffon ressaltou que, embora não se espere uma inundação severa, os rios devem transbordar de suas calhas principais e ocupar as margens, exigindo atenção das defesas civis e da população.

    “Não vai ser assim, com a chuva até o momento, não será uma inundação severa, uma inundação mais grave, mas sim é uma inundação. É o rio saindo de dentro da sua calha principal e ocupando as suas margens. Então exige bastante atenção das defesas civis, da população, para ficar atenta não retornando a essas áreas evacuadas para a gente poder se precaver e se prevenir dessa chuva que está descendo”, explicou.