Enem anuncia prova em janeiro para quem tinha isenção e faltou em 2020

Estudantes podem se inscrever entre 14 e 26 de setembro pela página do participante do Enem e terão a gratuidade assegurada

Inscritos com isenção faltantes no Enem poderão realizar edição de 2021 em janeiro
Inscritos com isenção faltantes no Enem poderão realizar edição de 2021 em janeiro Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tiveram isenção do pagamento da taxa de inscrição em 2020 e não compareceram às provas poderão participar da edição impressa de 2021 em 9 e 16 de janeiro de 2022.

A partir das 10h (de Brasília), desta terça-feira (14), os interessados poderão se inscrever na página do participante no site do Enem.

O prazo se encerra às 23h58 de 26 de setembro. Todos permanecerão com a gratuidade assegurada.

A decisão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, acontece após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir por unanimidade que os estudantes pudessem fazer a inscrição sem justificar o motivo de falta.

“O Inep reforça que o cronograma de aplicação do Enem 2021 para os isentos ausentes na edição 2020 foi planejado de forma a garantir o direito dos participantes de utilizarem o resultado do exame para acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programas do Ministério da Educação (MEC)”, diz o instituto em nota.

Os estudantes que já tiveram a inscrição do exame confirmada tem a prova mantida nos dias 21 e 28 de novembro.

A versão de 2021 do exame teve pouco mais de 4 milhões de inscrições, nas versões impressa e digital. Este é o menor número de registrados para a realização da prova dos últimos 13 anos.

 

 

 

Mais Recentes da CNN