Equipes seguirão no local, diz bombeiro que busca última vítima de naufrágio no MS

Em entrevista à CNN, bombeiro falou sobre embarcação que naufragou com 21 passageiros após forte tempestade no Rio Paraguai

Produzido por Vinícius Tadeu*da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Na última sexta-feira (15), após forte tempestade no Mato Grosso do Sul, um barco com 21 passageiros naufragou no Rio Paraguai, na região de Corumbá. Até o momento, seis mortes foram confirmadas e uma pessoa segue desaparecida. O Chefe de Comunicação Social do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, o Major Fábio Pereira de Lima falou à CNN sobre o naufrágio.

Fábio afirmou que a Defesa Civil do Mato Grosso do Sul havia emitido um alerta para tempestades e que a equipe de buscas segue no local. “O Rio Paraguai é de água turva, não tem visibilidade nenhuma, o trabalho ali é dificultoso e a correnteza é forte. Os mergulhadores sentem essa correnteza, o que dificulta o trabalho de localização”, disse o Major.

A equipe de resgate mobilizada para atender as vítimas no naufrágio conta com quatro mergulhadores de resgate do Corpo de Bombeiros, dez homens da Marinha e duas embarcações de apoio. “O trabalho é ininterrupto, o conjunto só vai parar quando encontrar a última vítima”, afirmou Fábio.

/ CNN/Reprodução

O bombeiro falou também que o tipo da embarcação era propenso a naufrágios por conta da altura. “Há relatos de outras embarcações do mesmo porte de barco hotel, de altura muito grande que prejudica a estabilidade, que ficaram estacionadas durante a tempestade, mas não chegaram a tombar”.

*(supervisionado por Elis Franco)

Mais Recentes da CNN