Escolas particulares de SP estão prontas para voltar desde julho, diz sindicato

O governo de São Paulo adiou nesta sexta-feira (7) o retorno das aulas presenciais no estado para 7 de outubro devido à pandemia do novo coronavírus

Da CNN

Ouvir notícia

O governo de São Paulo adiou nesta sexta-feira (7) a volta das aulas presenciais no estado para 7 de outubro – até então havia a possibilidade de o retorno ser a partir de 8 de setembro.

Benjamin Ribeiro da Silva, presidente do sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (Sieeesp), afirmou à CNN que “as escolas particulares estão prontas para voltar desde julho”.

Segundo ele, as instituições privadas investiram em equipamentos, como dispenser de álcool em gel e bebedouros com pedal, consultorias e convênios com hospitais e clínicas para a volta às aulas com segurança. 

“100% de segurança nós não teremos nunca ou senão não teríamos pandemia. Algum perigo sempre tem, e a escola tem que tomar cuidado. A escola [particular] está pronta para voltar a qualquer momento”, reiterou.

Silva disse também que os professores da rede particular sabem que vão retornar às atividades presenciais antes da pública, e que estão “preparados para isso”.

Assista e leia também:

Governo de SP adia volta das aulas presenciais para outubro

Governo de São Paulo atualiza mapa e 9 regiões entram na fase amarela

“Não vejo grande resistência [para o retorno] dos professores da rede privada, e sim da rede pública. Eles estão recebendo salário normalmente, quer dizer, estão em casa e, se puderem, vão ficar até o final do ano sem aula”, falou. 

O governador João Doria (PSDB) também disse na entrevista coletiva de hoje que, a partir de 8 de setembro, tanto as escolas públicas quanto as particulares terão a opção de reabrir para reforço escolar, recuperação e atividades opcionais, desde que estejam em regiões que se encontram há pelo menos 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo.

(Edição: Sinara Peixoto)

 

 

 

Mais Recentes da CNN