Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estado de São Paulo registra mais de 104 mil casos confirmados de dengue desde o início de 2024

    Segundo o Ministério da Saúde, o país contabiliza 920.427 casos prováveis de dengue. A capital paulista confirmou a segunda morte em decorrência da doença nesta terça-feira (27)

    Chikungunya e Zika são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e podem evoluir para quadros graves de saúde
    Chikungunya e Zika são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e podem evoluir para quadros graves de saúde Joao Paulo Burini/Getty Images

    Ana Coelhoda CNN*

    São Paulo

    O estado de São Paulo registrou mais de 104 mil casos confirmados desde o início de 2024, segundo dados divulgados nesta terça-feira (27) pela Secretaria Estadual da Saúde (SES). Além disso, 19 óbitos já foram confirmados e outros 108 estão sob investigação.

    Na capital paulista, duas mortes foram confirmadas e outras 22 estão em processo de investigação para saber se há relação com a doença.

    A situação preocupa as autoridades de saúde, pois o país já contabiliza 920.427 casos prováveis de dengue, segundo informações do Ministério da Saúde.

    Além dos casos confirmados, a pasta também reporta 184 mortes pela doença em todo o país, com mais 609 óbitos sob investigação para determinar sua relação com a dengue.

    Em termos de incidência por 100 mil habitantes, seis estados estão acima do alerta vermelho do ministério, que considera 500 casos a cada 100 mil habitantes.

    O Distrito Federal lidera nesse quesito, com 3.484,8 casos a cada 100 mil habitantes. Em seguida, temos Minas Gerais (1.515,8), Acre (828,7) – com 6.878 casos prováveis -, Paraná (824,6), Espírito Santo (801,6) e Goiás (773,0).

    Os estados do Rio de Janeiro (445,3), São Paulo (363,3) e Santa Catarina (310) também se aproximam do alerta máximo.

    Seis estados e o DF já decretaram situação de emergência por conta da dengue: Acre, Minas Gerais, Goiás, Espírito Santo, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

    Na semana passada, o Ministério da Saúde informou que concluiu a entrega do primeiro lote de vacinas, que começou a ser enviado no dia 8 de fevereiro. Ao todo, 717 mil doses foram entregues para 315 municípios do Distrito Federal e mais nove estados: Acre, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Norte e São Paulo.

    *Sob supervisão de André Rigue