Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estrela, no RS, aguarda recursos do governo para reconstrução, diz prefeito à CNN

    Além de ruas e residências, cidade teve escolas, postos de saúde e empresas destruídas

    Manoela Carluccida CNN*

    São Paulo

    A cidade de Estrela, uma das atingidas pelos temporais causados pela passagem de um ciclone no Rio Grande do Sul, tem escolas, postos de saúde e empresas destruídas e paradas por conta das enchentes, além das ruas e residências que também foram invadidas e devastadas pelas águas.

    O município aguarda, agora, os recursos de ajuda prometidos pelo governo federal e também pelo governo estadual, de acordo com o prefeito Elmar André Schneider, que falou à CNN na tarde deste sábado (9).

    “As famílias querem reconstruir suas casas. Queremos e precisamos de recursos para que as indústrias possam voltar a trabalhar”, disse Schneider, que aguarda para o domingo (10) a visita do presidente em exercício Geraldo Alckmin e de outras autoridades ao estado.

    De acordo com o prefeito, “até o momento, de concreto, ainda não” começaram a chegar os recursos que deverão ser repassados pelo governo federal.

    “Os municípios, todos nós, fizemos a nossa parte. A documentação, toda ela, nós estamos enviando tanto para o governo federal quanto para o governo estadual”, disse ele.

    Retomada parcial das aulas

    De acordo com Schneider, enquanto avanços os trabalhos de limpeza das ruas e estabelecimentos, 15 das pouco mais de 20 escolas públicas da cidade já estarão prontas para retomar as aulas na terça-feira (12).

    Outras sete escolas foram completamente destruídas “e precisarão ser reconstruídas”.

    Houve também postos de saúde destruídos, e que precisarão ser refeitos, além “do agronegócio, nosso comércio, empresas e indústrias que vão levar 30 dias para serem retomadas”, de acordo com ele.

    Veja imagens das fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul

    *Publicado por Juliana Elias