Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ex-marido de Ana Hickmann processa apresentadora por alienação parental

    Alexandre Correa pediu pela revogação da medida protetiva conseguida pela apresentadora

    Bianca Camargoda CNN

    São Paulo

    Ex-marido de Ana Hickmann, o empresário Alexandre Correa, pediu a revogação da medida protetiva e entrou com um processo contra ela por alienação parental, segundo o advogado do empresário, Enio Martins Murad.

    Enio disse à CNN que solicitou o direito ao convívio familiar com base no artigo 2º da Lei 12.318/2010, afirmando que Hickmann, “é um direito indelével do pai ver o filho e mãe, Ana Hickmann não é diferente das outras mulheres e tem por obrigação permitir essa convivência familiar”, diz Murad

    A defesa de Corrêa diz que solicitou o direito de visitar o filho, “foi negado e por isso não restou outra alternativa senão a medida judicial cabível”, explica o advogado,

    “A Lei da Alienação parental proíbe que a mãe exponha o pai publicamente e protege o direito de convivência entre Pai e Filho. Assim o processo permite corrigir essa situação”, alega advogado da defesa.

    Procurada pela CNN, a assessoria da apresentadora respondeu que “o processo está sob segredo de justiça. A Ana Hickmann já prestou os seus esclarecimentos e confia na condução do caso pela justiça.

    Entenda o caso

    A apresentadora registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Alexandre Correa, na casa da família em Itu, no interior de São Paulo. Ela disse à polícia que estava conversando com o filho, de 10 anos, na cozinha de casa quando Correa ouviu e não gostou do assunto. Por isso, ele iniciou uma discussão. A criança, assustada, teria saído correndo do ambiente, segundo Hickmann.

    Correa teria empurrado a esposa contra a parede e ameaçado dar cabeçadas nela, de acordo com informações que constam no boletim de ocorrência. Ele negou as acusações nas redes sociais.

    Durante a discussão, Correa teria fechado a porta da cozinha, atingindo Hickmann, segundo consta no boletim. Ela usou a situação para trancar o marido fora do cômodo e chamar a Polícia Militar, mas o empresário não estava mais no local quando os agentes chegaram. Na delegacia, ao prestar depoimento e registrar o boletim por agressão, Hickmann recusou as medidas protetivas previstas na Lei Maria de Penha.