Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ex-vocalista do Raimundos denuncia abuso de igreja contra ele e sua esposa

    Rodolfo Abrantes relatou abusos emocionais sofridos no Ministério Bola de Neve de Balneário Camboriú

    Ex-vocalista do Raimundos denuncia abuso de igreja sobre ele e sua esposa
    Ex-vocalista do Raimundos denuncia abuso de igreja sobre ele e sua esposa Reprodução / Instagram

    Thomaz Coelhoda CNN*

    São Paulo

    Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda Raimundos, publicou um vídeo nas redes sociais nesta quarta-feira (22) em que faz uma declaração sobre abusos emocionais sofridos por ele e sua esposa enquanto eram membros da Igreja Bola de Neve, em Balneário Camboriú (SC).

    No vídeo, Rodolfo explica que ele e sua esposa se desligaram do ministério em 2011. Ele mencionou que decidiu se pronunciar agora para esclarecer sua posição, visto que sua esposa já havia se manifestado anteriormente. Abrantes relatou que ambos sofreram abusos emocionais significativos e foram alvo de várias acusações, incluindo de calote. 

    “Escolhi não falar nada naquela época, com uma preocupação de não ser responsável por arrastar pessoas para fora de igreja e de não ser acusado de mais coisa do que eu fui. Isso não foi recíproco, eu e a minha esposa fomos taxados de irresponsáveis, minha esposa foi chamada de Jezabel, eu fui chamado até de caloteiro” disse o ex-vocalista. 

    Rodolfo Abrantes também afirmou que ele e sua esposa não têm nenhuma relação atual com o Ministério Bola de Neve e nunca foram fundadores ou pastores da igreja. 

    “Nós não somos fundadores do Bola de Neve, nós nunca fomos pastores do Bola de Neve, nós fomos membros daquela igreja e tentamos cooperar da melhor forma possível, mas sim nós sofremos muitos abusos emocionais, eu creio que por muito do despreparo dos pastores que vieram para cá e nós sobrevivemos” acrescentou Abrantes. 

    Rodolfo ainda elogiou a coragem de sua esposa por se posicionar publicamente e expressou apoio total a ela. Ele também encorajou outras pessoas que possam estar sofrendo abusos emocionais a buscarem ajuda e lutarem por sua saúde emocional e espiritual. No final, ele destacou a importância de um ambiente de igreja saudável e pediu orações para a justiça ser feita. 

    O que diz a igreja Bola de Neve

    Em resposta às acusações, a igreja se posicionou afirmando que ao longo dos 25 anos de atuação do ministério, com mais de 500 igrejas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, os trabalhos sempre foram realizados com conduta transparente e honesta, visando a transformação da sociedade. Veja a nota: 

    “A Igreja Bola de Neve lamenta profundamente o descontentamento e a repercussão de notícias e materiais nas mídias sociais que expõem o desagrado de pessoas que já frequentaram a instituição. Ao longo dos 25 anos de atuação do ministério e com mais de 500 igrejas espalhadas no Brasil e mundo, os trabalhos sempre foram feitos em uma conduta transparente e honesta para que o resultado final fosse a transformação da sociedade. O coração e as obras de todos continuam iguais: servir a Deus e a comunidade da melhor forma possível. Como ministério, a Igreja Bola de Neve está se esforçando para ser aperfeiçoada em gestão, base doutrinária, capacitação de obreiros e, principalmente, no temor à Deus. Quem perde neste cenário tão triste são milhares de pessoas que já foram ou teriam a chance de serem transformadas pelo poder de Deus.”