Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Família estava a caminho de jantar de Natal antes de acidente que matou bebê em Niterói

    Criança de um mês e 15 dias morreu após o carro de seus pais ser atingido por um veículo conduzido por Lucas Alves de Azeredo Araújo, no último dia 24; mãe irá depor nesta quinta (29)

    Rafaela Cascardoda CNN

    No Rio de Janeiro

    O pai do bebê que morreu em um acidente de trânsito no último dia 24, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, contou em depoimento à Polícia Civil que a família se encaminhava para uma confraternização de Natal no momento da batida.

    O bebê de um ano e 15 meses, Davi Marques Pelegrino, morreu após o carro de seus pais ser atingido por um veículo conduzido por Lucas Alves de Azeredo Araújo, de 24 anos. Araújo fez exame de alcoolemia, que constatou que ele havia ingerido bebida alcoólica.

    O pai da criança, Vinícius Pelegrino, foi até a delegacia de Itaipu nesta terça-feira (27). No depoimento, o qual a CNN teve acesso, ele disse que estava dirigindo a cerca de 20 km/h quando o carro dele foi atingido, por trás, por um veículo que estava em alta velocidade, na Estrada Francisco da Cruz Nunes. A mãe do garoto prestará depoimento nesta quinta (29).

    Vinícius também contou que a família estava em deslocamento para a casa do pai dele para a confraternização de Natal, mas decidiu parar em um shopping, onde ele possui loja, para pegar carvão.

    Vinícius relatou que perdeu a consciência momentaneamente. Quando acordou, percebeu que a mulher e o filho estavam feridos. Segundo ele, após o acidente, um homem teria se apresentado como médico. Ele prestou os primeiros socorros ao bebê e avisou que a criança precisava ser levada pra uma emergência imediatamente.

    Vinícius entrou com o bebê e o médico em outro carro que estava passando pelo local. No primeiro hospital, no entanto, não havia pediatra e o bebê foi transferido para outra unidade, onde recebeu atendimento, mas não resistiu.

    A delegacia de Itaipu, responsável pelas investigações, também aguarda os resultados de laudos periciais e busca mais imagens de câmeras de segurança da região. Além do pai da criança, uma testemunha já foi ouvida, e a mãe, Yasmin Pelegrino, deve prestar depoimento ainda nesta semana.

    O motorista responsável pelo acidente, Lucas Alves de Azeredo Araújo, foi levado à delegacia no dia do acidente e fez exame de alcoolemia, que constatou o uso de álcool, mas sem perda das capacidades psicomotoras, segundo laudo. Por isso ele responde em liberdade por homicídio culposo e por lesão corporal culposa.