Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Família de Bruno Pereira faz vaquinha para tratar filho do indigenista morto

    Pedro luta contra um câncer e precisa de um medicamento importado

    Família organiza vaquinha virtual para tratamento do pequeno Pedro, de 5 anos
    Família organiza vaquinha virtual para tratamento do pequeno Pedro, de 5 anos Reprodução/redes sociais

    Bruno LaforéCarol Queirozda CNN

    Familiares do indigenista Bruno Pereira organizam uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para o tratamento do filho dele, Pedro, de cinco anos.

    De acordo com a viúva de Bruno, a antropóloga Beatriz Matos, a criança foi diagnosticada com um neuroblastoma estágio 4 no ano passado. Trata-se de um câncer extremamente agressivo, que pode se espalhar.

    O menino já realizou cinco meses de quimioterapia na rede pública de saúde.

    Ainda segundo a publicação da família, um medicamento chamado betadinutuximabe pode evitar que a doença se espalhe. O remédio, que é importado, não é oferecido pelo Sistema único de Saúde (SUS).

    Com a vaquinha, a família espera arrecadar R$ 2 milhões. Até a manhã desta sexta (5), as doações já ultrapassavam R$ 270 mil. Nas redes sociais, a mãe da criança fez um apelo por doações.

    Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips foram mortos em junho de 2022 perto da terra indígena Vale do Javari, no Amazonas.

    Os dois estavam em uma expedição na região, que tem forte presença do garimpo ilegal e do tráfico de drogas, quando foram torturados e assassinados. Eles haviam flagrado a prática de atividades ilegais na região, de acordo com indícios da investigação sobre o caso.