Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Foragido há 12 anos, engenheiro do assalto ao Banco Central em Fortaleza é preso

    Marcos Rogério Machado de Morais, o "Cabeção", foi encontrado em Sorocaba, no interior de São Paulo

    Júlia Vieirada CNN

    em São Paulo

    A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta sexta-feira (1º) o homem responsável por projetar e supervisionar o túnel que permitiu o assalto aos cofres do Banco Central, em Fortaleza, no Ceará, em 2005. Marcos Rogério Machado de Morais, o “Cabeção”, que estava foragido há 12 anos, foi encontrado em Sorocaba, no interior de São Paulo.

    O valor do furto foi calculado em R$ 164 milhões na época. Agora, o montante corrigido pelo Índice de Preços ao Consumidor (INPC) atinge a cifra de R$ 442 milhões.

    Ele já havia sido preso em 2007, mas foi resgatado do Presídio de Itatinga, no Ceará, por um grupo fortemente armado em 2011.

    Os agentes da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio) chegaram ao procurado após apurar informações de que ele teria começado a frenquentar um imóvel na cidade de Salto, também no interior paulista. Os policiais ainda contaram com a ajuda do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) para encontrar Marcos Rogério.

    A partir desta pista, “Cabeção” passou a ser monitorado e foi localizado em um shopping em Sorocaba. A abordagem aconteceu na Avenida Professora Izoraida Marques Peres, no Parque Reserva Fazenda Imperial.

    Segundo o DEIC, não houve resistência. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na casa do foragido, no Residencial Icaraí, em Salto.