Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Força-tarefa contra o tráfico começa a funcionar em 10 dias no RJ, dizem fontes

    Interlocutores do ministro Flávio Dino atribuem os ataques que ele vem sofrendo ao início das ações

    Força-tarefa do Ministério da Justiça e do governo do Rio de Janeiro contra a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas começa a funcionar em 10 dias, segundo fontes
    Força-tarefa do Ministério da Justiça e do governo do Rio de Janeiro contra a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas começa a funcionar em 10 dias, segundo fontes Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Raquel Landim

    A força-tarefa do Ministério da Justiça e do governo do Rio de Janeiro contra a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas começa a funcionar em 10 dias, segundo fontes próximas aos preparativos.

    Interlocutores do ministro Flávio Dino atribuem os ataques que ele vem sofrendo ao início das ações.

    Chamado de Cifra, o comitê reúne a Polícia Civil do Rio de Janeiro, órgãos de inteligência do estado, o Coaf, a Receita Federal, a Polícia Federal, entre outros.

    Fontes explicam que falta apenas o mobiliário para dar início às atividades em prédio próprio e que as equipes já foram escolhidas.

    Os trabalhos prometem quebrar a “espinha dorsal” do tráfico de drogas interrompendo a lavagem de dinheiro. “Ninguém mais transporta dinheiro em malas, é tudo feito por meio de negócios nas mãos do tráfico e da milícia”, diz uma fonte.

    O trabalho vai começar com o Coaf e a Receita Federal, que vão monitorar todos os negócios de regiões suspeitas e identificar casos de poucos funcionários, muito faturamento e transações em dinheiro vivo. A partir daí, começa o trabalho das polícias para ir atrás dos criminosos.

    Alguns ramos de atividades já foram identificadas como as “preferidas” dos criminosos: distribuidoras de bebida e gelo, transporte alternativo, venda e distribuição de gás, comércio alimentício, construção civil, banda larga e TV a cabo.