Força veio da minha família, diz piloto que ficou 38 dias desaparecido no Pará

Antônio Sena ficou 38 dias desaparecido após um pouso forçado na região de Almeirim, próximo à divisa do Pará com o Amapá

Produzido por Ludmila Candal e Juliana Alves, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o piloto Antônio Sena, que ficou 38 dias desaparecido após um pouso forçado na região de Almeirim, próximo à divisa do Pará com o Amapá, falou que possibilidade de reencontrar a família foi importante para sobreviver. 

“Somente a força de reencontrá-los me fazia caminhar todo dia. Não importava se eu estava debaixo de chuva, a força que vinha deles me deu fé para continuar”, disse Sena. 

“Houve noites de muito frio, que eu passei molhado e com fome, mas nada disso iria quebrar meu espírito, minha vontade de encontrar os meus irmãos e a minha mãe, porque eu sabia que eles estavam me esperando.”

O piloto também afirmou a importância de seguir à risca o treinamento que teve para situações como essa, principalmente quando precisou se abrigar em uma zona de mata fechada.

“Eu sabia que a situação não era simples, mas que, se seguisse padrões rígidos de disciplina, respeitasse a floresta e tivesse uma mente forte e muita fé, seria possível sair de lá”, disse. 

Piloto Antônio Sena conta como foi sobreviver nos 38 dias que ficou desaparecido
O piloto Antônio Sena contou como foi sobreviver nos 38 dias que ficou desaparecido (07.mar.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN