Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fortes chuvas alagam e causam deslizamentos em cidades mineiras

    Em Juiz de Fora, em apenas duas horas, foram registrados 69,0 milímetros de chuva. A previsão de temporais continua para os próximos dias.

    Tempestade fez com que parte do asfalto de uma avenida de Uberlânida se soltasse
    Tempestade fez com que parte do asfalto de uma avenida de Uberlânida se soltasse Reprodução/Redes Sociais

    Ana Coelhoda CNN*

    Uma tempestade atingiu cidades do interior de Minas Gerais, causando interrupção no fornecimento de energia e alagamentos no estado, afetando cidades como Uberlândia, Juiz de Fora e Patos de Minas, nesta terça-feira (06). Ao todo, desde o início da temporada de chuvas no estado, 22 pessoas ficaram desabrigadas e 576 desalojadas, segundo informações da Defesa Civil.

    A cidade de Uberlândia, localizada no Triângulo Mineiro, foi um dos municípios que mais sofreu com os impactos da chuva. Na avenida Rondon Pacheco cerca de 48 carros foram arrastados pela enxurrada.

    O Corpo de Bombeiros foram acionados para resgatar 4 pessoas que estavam ilhadas em cima de veículos na via. Os bombeiros informaram que a água subiu rapidamente e os carros ficaram presos no local, mas o volume de água baixou rapidamente.

    No bairro São José, aproximadamente 50 casas foram alagadas às margens do Rio Uberabinha. Além disso, houve registro de quedas de árvores e destruição do asfalto em várias vias.

    Deslizamento em Patos de Minas

    Um deslizamento de encosta interditou duas faixas da avenida Fátima Porto, em Patos de Minas, na tarde de ontem (05). Uma pá carregadeira foi usada para liberar a pista que estava interditada.

    A Defesa Civil acionou equipes do plano de enfrentamento ao período chuvoso para avaliar as ações.

    Juiz de Fora

    Devido à intensa chuva ocorrida na manhã de terça-feira (05) em Juiz de Fora, houve um alagamento no bairro Mariano Procópio.

    Algumas pessoas ficaram presas em suas casas, mas não quiseram sair, segundo o Corpo de Bombeiros. Além disso, alguns carros foram arrastados pelas ruas.

    Os moradores foram alertados pelos bombeiros sobre a previsão de chuvas para os próximos dias. A cidade registrou, em apenas duas horas, 69,0 milímetros de chuva. No momento da chuva, as rajadas de vento chegaram a 43 km/h, segundo o INME (Instituto Nacional de Meteorologia).