Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Golpe dos nudes: presos tentam jogar celulares pela janela após operação da polícia no RS

    De dentro dos presídios, os detentos, que cumpriam pena por outros delitos, praticavam uma série de extorsões; operação foi realizada em três municípios gaúchos

    Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisões preventivas no interior de celas de três presídios nas cidades de Porto Alegre, Charqueadas e Sapucaia do Sul
    Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisões preventivas no interior de celas de três presídios nas cidades de Porto Alegre, Charqueadas e Sapucaia do Sul Divulgação/Polícia Civil

    Lucas RochaManoela Carluccida CNN

    em São Paulo

    Em continuidade à operação contra integrantes de uma organização criminosa associada ao “golpe dos nudes”, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisões preventivas no interior de celas de três presídios nas cidades de Porto Alegre, Charqueadas e Sapucaia do Sul.

    De dentro dos presídios, os detentos, que cumpriam pena por outros delitos, praticavam uma série de extorsões. No golpe, noticiado pela CNN na segunda-feira (29), o grupo extorquia homens após troca de mensagens e de imagens em que se passavam por mulheres menores de idade. Ao menos 34 pessoas foram presas na operação.

    No momento da operação, realizada na quinta-feira (1º), os presos tentaram arremessar os celulares pela janela. De acordo com a polícia, eles foram contidos por agentes da 2° Delegacia de Repressão ao Narcotráfico e da Superintendência dos Serviços Penitenciários. Na operação, foram localizados e apreendidos ao menos 25 aparelhos em duas celas da Penitenciária Estadual de Porto Alegre (Pepoa).

    Segundo a polícia, ao menos dois detentos investigados no golpe dos nudes estavam na prisão da capital, um de 27 anos, com antecedentes pela prática dos delitos de homicídio qualificado, e outro de 22 anos, que tem antecedentes por tráfico de drogas, homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo.

    Ao menos dois celulares localizados nas celas da Pepoa e pertencentes a dois dos principais executores das extorsões estavam com as telas abertas. Os aparelhos revelaram mídias relacionadas aos golpes dos nudes, praticados em 12 estados.

    Na prisão de Charqueadas, os agentes cumpriram mandado de busca na cela de principal liderança de uma das facções mais atuantes no tráfico de drogas no estado. No entanto, não foram localizados celulares.

    Em Sapucaia do Sul, foi executado mandado de busca e de prisão preventiva na cela de um traficante de 25 anos, com antecedentes por tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo. Os agentes encontraram cinco celulares com o criminoso, que havia sido preso em outubro de 2022.