Governo de SP desmobiliza grupo que ajuda no combate à pandemia de Covid-19

Gestão estadual decidiu diminuir de 21 para sete o número de membros do Centro de Contingência de Covid-19 paulista

João Gabbardo, secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo
João Gabbardo, secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo Foto: Governo do Estado de São Paulo

Daniel Fernandes, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (16) que decidiu diminuir de 21 para sete o número de membros do Centro de Contingência de Covid-19 do estado. O grupo é responsável por auxiliar a gestão estadual na tomada de decisões no combate à pandemia. 

A medida foi anunciada um dia antes do início da nova fase de flexibilizações nas regras do Plano SP, que começa nesta terça-feira (17). 

A expectativa do governo é eliminar todas as restrições de horário e liberar atendimento presencial com capacidade de 100%, mas mantendo as regras para máscaras, distanciamento e protocolos de higiene em vigor no estado.

A flexibilização acontece após o avanço da vacinação contra Covid-19 no estado e queda no número de internações.

“Frente à queda de casos, internações e mortes pela doença, neste novo contexto epidemiológico, estes especialistas que atuam em hospitais e na Academia têm diante de si outras demandas também fundamentais para assistir a população e contribuir com a Medicina brasileira e internacional”, afirmou em nota o governo paulista. 

“O governo do estado de São Paulo agradece e enaltece o trabalho dos 21 membros do Centro de Contingência de Covid-19 que contribuíram de forma pró-bono desde o início da pandemia para o combate à doença, sempre com base na Saúde e na Ciência para adoção das melhores práticas preventivas e assistenciais para salvar vidas.”  

Mais Recentes da CNN