Governo do Paraná decreta situação de emergência hídrica no estado

Documento autoriza as empresas de saneamento a adotarem medidas que garantam o abastecimento público

Iara Maggioni, da CNN em Curitiba

Ouvir notícia

O governo do Paraná estendeu para todo o estado a situação de emergência hídrica. Até então, o decreto era válido apenas para a Região Metropolitana de Curitiba e o Sudoeste. 

A decisão foi tomada por conta da permanência da estiagem em todas as regiões. O novo decreto, que é válido por 90 dias, é o terceiro adotado pelo governo estadual desde o ano passado. 

Ele tem como objetivo minimizar os impactos da falta de chuvas e garantir as condições mínimas de abastecimento da população.

O documento autoriza as empresas de saneamento a adotarem medidas que garantam o abastecimento público. Ou seja, agora, elas têm autoridade para estipular rodízios mais rigorosos. 

Com isso, o Instituto Água e Terra (IAT) poderá restringir a vazão outorgada para outras atividades, com o objetivo de normalizar as captações.

Segundo o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), três em cada quatro mananciais usados para a captação de água no Paraná estão com os índices abaixo do normal, sendo que 31,75% deles se encontram em situação de estiagem.

O nível médio dos reservatórios do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba (SAIC) está atualmente em 48,88%, de acordo com a atualização diária da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná).

 

 

Mais Recentes da CNN