Governo suspende visitas em presídios 

Advogados e familiares não poderão ver os presos por um período de 5 e 15 dias, respectivamente

Ouvir notícia
Apesar de dizer que não há casos de presos infectados em presídios federais, o Ministério da Justiça suspendeu nesta segunda-feira as visitas de familiares e advogados nas prisões.

Pelo texto da portaria, assinada pelo diretor do Sistema Penitenciário Federal, Marcelo Stona, as visitas sociais ficam suspensas por um período de 15 dias; atendimentos de advogados, por um período de 5 dias — salvo necessidades urgentes ou que envolvam prazos processuais não suspensos.

As escoltas também deixam de ser realizadas temporariamente por um período de 15 dias, com exceção de requisições judiciais, inclusões emergenciais e daquelas que por sua natureza, precisam ser
realizadas.

O governo considerou que o quadro é de pandemia, o que exige medidas urgentes de prevenção, controle e contenção de riscos. O texto da portaria deixa claro que a medida pode ser reavaliada.

Mais Recentes da CNN