Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Greve em SP: veja quais linhas de trem e do metrô deverão ser afetadas

    Sindicatos de diversas categorias prometem parar nesta terça-feira (28); entidades protestam contra privatizações

    Fábio Munhozda CNN

    Em São Paulo

    Sindicatos que representam servidores de diversas categorias em São Paulo prometem paralisar diversos serviços públicos do estado nesta terça-feira (28).

    Os sindicalistas protestam contra a privatização de empresas públicas –em especial a Sabesp. Ao todo, nove linhas do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) deverão ser afetadas.

    Os trajetos que poderão ter o serviço interrompido são aqueles que são operados pelo serviço público. As linhas sob responsabilidade da iniciativa privada –sendo duas no metrô e outras duas no sistema de trens– não deverão ter alterações.

    Linhas que deverão parar

    No metrô:

    • Linha 1-Azul (Jabaquara -Tucuruvi)
    • Linha 2-Verde (Vila Madalena – Vila Prudente)
    • Linha 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda – Corinthians/Itaquera)
    • Linha 15-Prata (Vila Prudente – Jardim Colonial)

    Nos trens:

    • Linha 7-Rubi (Luz – Jundiaí)
    • Linha 10-Turquesa (Luz – Rio Grande da Serra)
    • Linha 11-Coral (Luz – Estudantes)
    • Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)
    • Linha 13-Jade (Engenheiro Goulart – Aeroporto de Guarulhos)

    Linhas que não serão afetadas

    No metrô:

    • Linha 4-Amarela (Luz – Vila Sônia)
    • Linha 5-Lilás (Capão Redondo – Chácara Klabin)

    Nos trens:

    • Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Amador Bueno)
    • Linha 9-Esmeralda (Osasco – Mendes/Vila Natal)

    Governo tenta minimizar impactos

    O Palácio dos Bandeirantes anunciou nesta segunda-feira (27) que decretou ponto facultativo para esta terça-feira.

    O governo garante que “os serviços de segurança pública não serão afetados, assim como os restaurantes e postos móveis do Bom Prato, que vão continuar a oferecer normalmente as refeições previstas para terça”.

    “As consultas em Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) da capital e em outras unidades de saúde estaduais terão seus reagendamentos garantidos, assim como nos postos do Poupatempo”, acrescenta o governo.

    O governo paulista também entrou na Justiça para tentar garantir o funcionamento dos trens e do metrô na região metropolitana do estado.

    O pedido de tutela antecipada protocolado na Justiça tenta garantir a presença de 100% dos funcionários do sistema de transporte durante os horários de pico e de pelo menos 80% no restante do dia.

    Prefeitura suspende rodízio na capital

    A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo anunciou que o rodízio municipal de veículos na capital paulista estará suspenso ao longo de todo o dia nesta terça-feira (28) em razão da greve programada por funcionários do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

    Apesar da suspensão do rodízio, a CET informa que as faixas e corredores de ônibus continuarão funcionando normalmente de acordo com os horários estabelecidos. Também não haverá mudanças na Zona Azul.

    A CET informa que continuam valendo também as demais restrições adotadas na cidade, como a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF).

    Os ônibus municipais e intermunicipais deverão funcionar normalmente.