Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Humorista Paulo Vieira denuncia ataques racistas nas redes sociais

    Artista expôs prints de agressões verbais que vem sofrendo desde sua participação no "Melhores do Ano"

    Paulo Vieira, humorista
    Paulo Vieira, humorista Reprodução/Instagram

    Beatriz CarneiroRenata Souzada CNN

    em São Paulo

    O humorista Paulo Vieira denunciou, em sua conta oficial no Twitter, ter sido vítima de ataques racistas nas redes sociais. Nas imagens publicadas pelo artista, as ofensas vão de “macaco” a “bicha preta”.

    “É claro que a extrema direita fascista não aceita piadas, eles não aceitam nem o resultado das eleições”, escreveu Paulo.

    De acordo com o humorista, além das mensagens enviadas por meio das redes sociais, tanto ele quanto sua família estão recebendo ligações de natureza semelhante.

    A hostilização teria começado após a participação de Paulo no prêmio “Melhores do Ano”, no último domingo (25). Dentre as piadas que fez no programa, o comediante mencionou as ações praticadas por eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que não aceitaram a vitória na urnas de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    “Se eu não ganhar, eu não vou aceitar a derrota. Eu vou pedir voto impresso, eu vou derrubar os carrinhos da Globo, eu vou botar fogo nos carrinhos, eu vou para a porta de quartel pedir a volta de Faustão”, ironizou.

    Os bolsonaristas se concentram na frente de quartéis generais de diferentes locais do país, contestando a vitória do petista e rejeitando sua posse, desde o fim do segundo turno presidencial.

    Apesar dos ataques, Paulo tranquilizou seus seguidores dizendo que está bem. “Sei que isso é só reação ao poder incontestável do humor. Tô forte e cada vez mais certo do meu papel”, publicou.

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN