Império Serrano é campeã da Série Ouro e volta ao Grupo Especial do Rio após 3 anos

Escola já ganhou nove títulos na divisão e foi rebaixada em 2019; Porto da Pedra ficou em segundo lugar no grupo de acesso

Escola Império Serrano desfila pelo Grupo de Acesso do Carnaval do Rio de Janeiro em 2022
Escola Império Serrano desfila pelo Grupo de Acesso do Carnaval do Rio de Janeiro em 2022 Gustavo Domingues/Riotur

Beatriz Puenteda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Império Serrano garantiu a vaga no Grupo Especial para o Carnaval de 2023. A escola ganhou a Série Ouro com o enredo que contou a história do capoeirista baiano Besouro Mangangá, que liderou a resistência do povo negro no período pós abolicionista no início do século 20. A Império já ganhou nove títulos no Grupo Especial e foi rebaixada em 2019. Na divisão principal, a Grande Rio foi campeã.

Com drone levantando voo como um besouro e berimbaus na bateria, o carnavalesco Leandro Vieira, que também atua na Mangueira, do Grupo Especial, se sagrou bicampeão na Série Ouro. A escola fechou os desfiles do grupo de acesso, na madrugada de sexta (22).

Em 2020, a escola sofreu para não descer para a Série Prata, terceira divisão do carnaval carioca. Alguns componentes entraram sem fantasias, que não ficaram prontas a tempo, ou com peças inacabadas. O desfile foi marcado por uma série de problemas nos carros alegóricos e atrasos.

A disputa entre Porto da Pedra e União da Ilha para o segundo e o terceiro lugar foi acirrada. Por um décimo, a Porto da Pedra garantiu título de vice-campeã. A União da Ilha ficou em terceiro lugar. Das 15 escolas da Série Ouro, duas foram rebaixadas para a Série Prata. Santa Cruz e Cubango passarão a desfilar na Intendente Magalhães em 2023.

As 15 escolas de samba da Série Ouro foram julgadas nos nove quesitos: samba-enredo, harmonia, evolução, enredo, alegorias e adereços, fantasias, comissão de frente e mestre-sala e porta-bandeira. Apenas três das quatro notas são consideradas válidas para os jurados, sendo descartada a menor.

Mais Recentes da CNN