Importação excepcional da Sputnik V é possibilidade, diz presidente da Anvisa

Antônio Barra Torres disse que existe a possibilidade do Brasil receber uma “importação excepcional” para iniciar a produção no país

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) dizer à CNN que o Brasil tem capacidade de produzir a vacina russa Sputnik V após conversar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres disse que existe a possibilidade do Brasil receber uma “importação excepcional” para iniciar a produção no país.

“A visita à Rússia busca esclarecer pontos fundamentais, então a visita será esclarecedora. Existe a possibilidade de importação excepcional, mas fazem parte do processo vários dentes desta engrenagem,” disse Barra Torres.

 

O presidente da Anvisa também falou da União Química, empresa brasileira com acordo para produzir a Sputnik V.

“A União Química tem esses entendimentos com os desenvolvedores na Rússia. Então é uma possibilidade concreta. Recentemente inspecionamos essas instalações e foram por nós aprovadas.”

Antonio Barra Torres, presidente-diretor da Anvisa
Antonio Barra Torres, presidente-diretor da Anvisa, fala com exclusividade à CNN
Foto: CNN (10.fev.2021)

Na saída do Ministério da Saúde, o ministro Marcelo Queiroga ressaltou que os critérios regulatórios serão respeitados. “O Brasil já tem requerimentos avançados com o fundo russo e até com a indústria nacional que vai produzir a vacina russa, mas é necessário obedecer os critérios regulatórios”. 

(Com informações de Carla Bridi, da CNN, em Brasília)

 

Mais Recentes da CNN