Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inep divulga novo gabarito do Enem e muda resposta em questões sobre racismo

    Duas perguntas tiveram a alternativa correta alterada após candidatos criticaram primeira versão do gabarito, que exemplificariam questões de racismo estrutural

    Inep alterou respostas consideradas racistas em gabarito do Enem 2020
    Inep alterou respostas consideradas racistas em gabarito do Enem 2020 Foto: Reprodução/Agência Brasil

    Ilana Cardial, do Estadão Conteúdo

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) alterou o gabarito de questões na prova de Linguagens do Exame Nacional do Ensino Médio (2020) nesta quinta-feira (28).

    Nas redes sociais, candidatos criticaram a primeira versão do gabarito, publicada na quarta-feira (27) pelo instituto, e apontaram haver racismo estrutural nas respostas até então dadas como certas. Na publicação das novas respostas, o Inep não mencionou as acusações.

    Na prova de Inglês, uma questão trazia um trecho do romance Americanah, da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie. Na cena retratada na passagem, a cliente recusa a oferta da cabeleireira de alisar seu cabelo e opta pelas madeixas naturais.

    No primeiro gabarito dado pelo Inep, o posicionamento da cliente era marcado por argumentos que “demonstram uma postura de imaturidade”. Agora, na nova versão, a alternativa correta é “revelam uma atitude e resistência”.

    Em outra questão, sobre o processo de contratação em empregos, é apontada a discriminação feita por inteligências artificiais, que exclui candidatos pela origem racial, baseando-se no sobrenome e local de nascimento. 

    Na primeira versão do gabarito, as tecnologias de informação eram vinculadas à linguagem. Na nova, estão ligadas ao preconceito.