Informações falsas ajudam a explicar baixa adesão à vacinação em GO, diz médico

À CNN, Marcelo Daher, que atende em dois hospitais de Anápolis-GO, disse que números da pandemia no estado estabilizaram em patamares muito altos

Primeira pessoa é vacinada contra Covid-19 no estado de Goiás
Primeira pessoa é vacinada contra Covid-19 no estado de Goiás Foto: Reprodução (18.jan.2021)

Amanda Garcia, da CNN Rádio

Ouvir notícia

O estado de Goiás vive uma situação de baixa adesão de vacinação aliada à alta ocupação nos hospitais – no estado, 86,71% dos leitos estão tomados. Em entrevista à CNN, o consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, que atende em dois hospitais de Anápolis-GO, Marcelo Daher, disse acreditar que “a enxurrada de informações negativas sobre as vacinas” é um fator para este cenário.

“Pessoas que tiveram reação com primeira dose, ficam com medo da segunda, quem não tomou começa a escutar, é ruim, existe um grupo que trabalha contra a vacina, apesar de todos os dados que temos, tem que trabalhar melhor essa questão”, disse.

Além disso, os números chegaram a um platô em patamares altos: “A gente observa em Goiás uma estabilização com patamar elevado, o número de casos novos caiu comparando com março e abril, mas estabilizou com mil casos a cada sete dias, a taxa de enfermarias também se estabilizou acima de 80%.”

Marcelo Daher também fez um alerta para a população diante da flexibilização das medidas restritivas: “As pessoas relaxaram um pouco, têm ido a festas, em Anápolis está quase tudo liberado, e bar é uma coisa complicada, as pessoas naturalmente vão ficar sem máscaras.”

Mais Recentes da CNN