Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inmet emite alerta de tempestade para São Paulo e Rio; litoral pode ser afetado

    Alerta vigora para as seguintes regiões: Metropolitana de São Paulo, Metropolitana do Rio de Janeiro, Vale do Paraíba Paulista, Sul Fluminense, Litoral Sul Paulista e Baixadas

    São Paulo e Rio estão com alerta vermelho do Inmet
    São Paulo e Rio estão com alerta vermelho do Inmet Inmet

    Estadão Conteúdo

    O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um alerta de “grande perigo” de altos volumes de chuva para São Paulo e Rio de Janeiro que pode começar nas próximas horas desta quinta-feira (25), e pode ir até as 10h desta sexta-feira (26). De acordo com o instituto, o volume de chuvas pode ultrapassar os 60 milímetros por hora.

    Ainda segundo o Inmet, “há grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas” nas cidades afetadas. O alerta vigora para as seguintes regiões: Metropolitana de São Paulo, Metropolitana do Rio de Janeiro, Vale do Paraíba Paulista, Sul Fluminense, Litoral Sul Paulista e Baixadas. Há previsão também de ventos intensos nessas regiões, que podem chegar a cem quilômetros por hora.

    O instituto recomendou às pessoas nas áreas de tempestade que “desliguem aparelhos elétricos e o quadro geral de energia, observem eventuais alterações nas encostas, permaneçam em local abrigado e protejam seus pertences da água com sacos plásticos”.

    Na manhã desta quinta-feira, 25, a rodovia Mogi-Bertioga foi interditada devido a uma queda de barreira na altura do quilômetro 84 da estrada, que liga a capital ao litoral. O deslizamento foi provocado pelas chuvas que já caem na região.

    Por conta do feriado de aniversário da cidade de São Paulo, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) previa a passagem de 15 mil veículos pela estrada. Na noite do dia anterior, já havia sido interditada a rodovia dos Tamoios, alternativa para o litoral, por conta do grande volume de chuvas.

    Também na noite de quarta-feira (24), a sirene recém-instalada na Vila Sahy, em São Sebastião, foi acionada pela primeira vez, orientando os moradores a deixarem suas casas e procurarem locais seguros por risco de desabamento. Chove em São Sebastião desde o último sábado. A sirene foi instalada no início de dezembro passado, depois da tempestade que deixou 64 mortos na cidade em fevereiro de 2023. Há registros também de desabrigados em Ubatuba e Caraguatatuba.