Inpe registra aumento de focos de incêndio nos principais biomas brasileiros

Pantanal, Amazônia e Cerrado tiveram maiores altas no mês de julho

Da CNN

Ouvir notícia

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou aumento de focos de incêndio nos principais biomas brasileiros em julho deste ano. De acordo com o levantamento, Pantanal, Amazônia e Cerrado tiveram os maiores índices quando comparados com o mesmo período do ano passado.

Os números mostram que foram registrados quase 7 mil focos de incêndio na Amazônia, 5.663 no Cerrado e 1.684 na região no Pantanal. De acordo com especialistas, o mês de julho é apontado como o pior mês para as queimadas devido ao clima seco, especialmente na região Sul do país.

Por causa do clima desfavorável, a incidência de queimadas também é grande em beira de estradas e pode resultar em acidentes como o engavetamento no Paraná, que registrou 8 vítimas no último domingo (3).

Leia também:

Bombeiros controlam incêndio causado por suspeito de tentar fraudar seguro

Mato Grosso do Sul entra em emergência ambiental por incêndios no Pantanal

Mesmo com pressão internacional, queimadas na Amazônia aumentam 28% em julho

Segundo os agentes que atenderam a ocorrência, o nevoeiro, junto à fumaça provocada por uma queimada em uma mata às margens da rodovia, prejudicou a visibilidade. Com isso, veículos se envolveram na colisão e alguns motoristas saíram dos carros. 

À CNN, João Moacir da Silva, coordenador de tráfego da CCR Autoban, explicou quais são as estratégias adotadas pela concessionária para evitar que os focos de incêndio não causem maiores danos aos motoristas e à natureza.

“Nós procuramos colocar nossas viaturas em pontos estratégicos da rodovia justamente para ter mais agilidade para fazer este combate. São três caminhões-pipa para auxiliar neste processo de combate aos focos de incêndio”, explicou.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN