Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Justiça dá prazo de 48 horas para Flordelis colocar tornozeleira eletrônica

    Decisão é da 3ª Vara Criminal de Niterói; defesa da deputada afirma que ela irá se apresentar ainda nesta quarta-feira

    Iuri Corsini, Jairo Nascimento e Thayana Araújo, da CNN, no Rio

    Ouvir notícia

    Uma decisão da 3ª Vara Criminal de Niterói determinou que a deputada federal Flordelis coloque tornozeleira eletrônica em 48 horas em uma sede da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), no centro do Rio de Janeiro.

    De acordo com a Justiça, a pastora foi intimada nessa terça-feira (6) por volta das 19 horas, fora do horário de expediente do Tribunal de Justiça. Ela estava em casa, na cidade de Niterói. A juíza Nearis Arce havia determinado na semana passada o cumprimento de notificação da parlamentar por telefone, fora do expediente do TJ e com possível uso de força policial.

    Leia também:
    Em relatório sigiloso enviado à Câmara, MP do Rio sugere nepotismo de Flordelis

    Flordelis em depoimento
    Deputada federal Flordelis (PSD), acusada de estar envolvida na morte do marido
    Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Em outra decisão, a magistrada afirmou que a intimação de Flordelis poderia ser entregue a um membro da família residente na casa ou conhecido, para que assim, chegue ao conhecimento da deputada.

    A defesa da deputada Flordelis afirmou à CNN que ele irá ainda nesta quarta-feira (7) até a unidade da SEAP. Na última semana, os advogados explicaram que ela não tinha sido notificada formalmente e que estava em Brasília, dando expediente na Câmara dos Deputados e registrando a presença no sistema do legislativo.

    A Secretaria de Administração Penitenciária afirmou que tem o equipamento de monitoramento para instalação e confirmou que ela ainda não compareceu para o procedimento.

    A Justiça fluminense determinou o uso de tornozeleira após pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro que alegou dificuldade para encontrar a deputada em seus endereços em Niterói e Brasília. Além da tornozeleira, ela terá de fazer recolhimento noturno e não tem autorização para deixar o país.

    Flordelis é acusada de ser a mandando do assassinato do esposo, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

    Mais Recentes da CNN