Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Justiça determina que hospitais estaduais de SP voltem a oferecer cirurgias de prótese mamária para pessoas trans

    Procedimento estava suspenso desde 2020

    Letícia Cassianoda CNN

    São Paulo

    O Tribunal de Justiça do estado de São Paulo ordenou que o governo paulista volte a oferecer as cirurgias de prótese mamária para mulheres transexuais e travestis nos hospitais da rede estadual.

    A decisão foi do Juiz Luis Manuel Fonseca Pires, da 3ª Vara de Fazenda Pública, que acolhe a ação popular movida pela codeputada estadual Carolina Iara, integrante da Bancada Feminista do PSOL na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo). O magistrado determinou urgência para o cumprimento da resolução.

    À CNN, a codeputada explicou que o procedimento estava suspenso desde 2020, quando deixou de fazer parte das cirurgias eletivas oferecidas pelos hospitais estaduais, que se concentraram no combate à Covid-19.

    “Não sabemos se o procedimento não retornou por negligência ou preconceito. No entanto, é uma operação que envolve à saúde física e mental de pessoas trans e travestis, então entramos com esta liminar para o retorno imediato das operações e da compra das próteses”, afirmou a parlamentar.

    Procurado, o governo do estado de São Paulo disse que “ainda não foi intimado da liminar, mas que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) estuda medidas para retomar a realização de cirurgias de próteses mamárias de silicone em pessoas transexuais e travestis em suas unidades de saúde.”