Justiça do Ceará concede liberdade a DJ Ivis após 100 dias de prisão

DJ Ivis foi preso no dia 14 de julho, em Fortaleza, por agressões contra a ex-mulher, Pamela Holanda

O músico DJ Ivis é investigado pela Polícia Civil do Ceará por violência doméstica
O músico DJ Ivis é investigado pela Polícia Civil do Ceará por violência doméstica Divul

André RosaDaniel Fernandesda CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

Preso desde o dia 14 de julho, há exatos 100 dias, Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, deixará a prisão a qualquer momento depois que a Vara Única da Comarca de Eusébio, no Ceará, concedeu liberdade ao artista.

Segundo o Tribunal de Justiça cearense, o alvará de soltura foi expedido e encaminhado à unidade prisional.

DJ Ivis foi preso no dia 14 de julho, em Fortaleza, por agressões contra a ex-mulher, Pamela Holanda.

No dia 11 de julho, Pamela divulgou vídeos que mostram o músico a agredindo com chutes e socos. As imagens, gravadas por câmeras de segurança do apartamento no qual os dois moravam, em Fortaleza, mostram Ivis puxando o cabelo, dando socos e chutes na vítima.

Os vídeos e fotos de hematomas foram publicados por Pamella em um perfil que mantém em redes sociais.

Habeas corpus

No dia 4 de setembro, pouco menos de dois meses após a prisão do DJ, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou sumariamente um pedido da defesa de Iverson de Souza Araújo para colocá-lo em liberdade.

O habeas corpus foi levado ao STF depois que o Tribunal de Justiça do Ceará e o desembargador federal Olindo Menezes, convocado temporariamente para preencher a vaga aberta com a aposentadoria do ministro Nefi Cordeiro no Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitaram revogar a prisão.

(*Com informações de Elizabeth Matravolgyi, da CNN, e do Estadão Conteúdo)

Mais Recentes da CNN