Lisauskas: Investigar Pazuello é ir atrás de quem obedece, não de quem manda

No quadro Liberdade de Opinião, Rita Lisauskas repercutiu a abertura do inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar a atuação do ministro da Saúde

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (26), Rita Lisauskas repercutiu a abertura do inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar a atuação do ministro Eduardo Pazuello no colapso do sistema de saúde de Manaus

“Acho que o STF autorizou a abertura de inquérito porque há fatos graves e provas, e porque o próprio ministério da Saúde já admitiu que a pasta sabia desde o dia 8 de janeiro que havia escassez de oxigênio em Manaus, ou seja, uma semana antes do colapso”, avaliou Rita.

“Mas será que o Ministério foi culpado? Isso quem vai dizer é o STF. Mas esse negacionismo científico, esse desprezo pela ciência precisam ser analisados e punidos. Eduardo Pazuello até tentou fazer o certo: em outubro, ele anunciou que o ministério iria comprar a Coronavac. Foi desautorizado por Bolsonaro, teve que recuar e se deixou humilhar em um vídeo em que disse que no governo era ‘simples assim: um manda, outro obedece’. O que me leva a crer que agora, a PGR e STF, estão indo atrás de quem obedece, e não de quem manda”, concluiu a jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Rita Lisauskas e Caio Coppolla. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião (26.jan.2021)
Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (26.jan.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN